top of page

PUBLICIDADE

VIDRO MISTERIOSO EXTRATERRESTRE...


Foto: Elizaveta Kovaleva/Divulgação / Mega Curioso

Na última sexta-feira (24), o portal Terra trouxe à tona uma intrigante descoberta no coração do Grande Deserto do Mar de Areia, que se estende por 72 mil km², conectando o Egito e a Líbia. A matéria revela a presença de um vidro amarelo misterioso, conhecido como "vidro do deserto da Líbia", que tem sido alvo de especulações científicas desde sua descrição inicial em 1933.


Esse vidro peculiar, apreciado por colecionadores de minerais por sua beleza e raridade relativa, tem sido tema de debates entre cientistas que buscam desvendar sua origem há quase um século. Diversas teorias foram propostas ao longo dos anos, desde origens vulcânicas lunares até possíveis formações por impacto de raios na região. Contudo, uma recente descoberta, resultado da colaboração entre pesquisadores da Alemanha, Egito e Marrocos, sugere uma origem celestial para esse enigma da natureza.


A pesquisadora Elizaveta Kovaleva, em conjunto com sua equipe, utilizou tecnologia avançada de microscopia para identificar que o vidro amarelo no deserto da Líbia é, na verdade, resultado do impacto de um meteorito na superfície da Terra. Essa descoberta, se confirmada, adiciona um novo capítulo à história desse material enigmático.


O estudo, realizado com a técnica de microscopia eletrônica de transmissão (TEM), revelou que o vidro só poderia ter se formado em altas temperaturas entre 2.250 °C e 2.700 °C, condições típicas de impactos de meteoritos ou explosões nucleares. Essa constatação desafia as teorias anteriores e oferece uma explicação convincente para a origem do vidro do deserto da Líbia.


O mistério, no entanto, não está totalmente resolvido. A idade do vidro amarelo, estimada em cerca de 29 milhões de anos, continua a intrigar os cientistas, pois é mais antiga do que o material de origem correspondente à área relevante do deserto. Os pesquisadores agora se veem diante de uma nova incógnita: a busca pela cratera do impacto que teria dado origem a essa mistura química. Até o momento, nenhuma cratera conhecida possui o diâmetro equivalente ao necessário para tal formação, lançando luz sobre um novo enigma a ser desvendado.


À medida que a comunidade científica mergulha mais fundo nesse mistério celeste, o vidro do deserto da Líbia continua a intrigar, revelando-se como um tesouro geológico cuja história ainda guarda segredos a serem revelados pelos vidraceiros do conhecimento.


ESSA MATÉRIA É UM OFERECIMENTO DE:



Tags:

Comments


Você também pode gostar de ler sobre:

bottom of page