© 2019 Todos os Direitos reservados ao Jornal do Vidro. Produzido por Agência GUIAX

1/2

PUBLICIDADE

Vidro é destaque em casas pelo mundo

                                                                                                                                    Imagem: Archdaily

 

Continuando nossa série dedicada aos amantes do mundo vidreiro, hoje vamos falar de uma residência que se diferencia das outras, não somente pelo uso de seu vidro, mas também pelo formato da construção e por estar localizada em um ambiente natural, entre árvores. Projetada pelo escritório Gluck + Architects, o projeto está localizado em Siracusa, nos Estados Unidos, nas montanhas de Catskill.

 

Tower House

 

O prédio de cinco andares, é projetado como uma escada até a copa das árvores, é feita com aço personalizado e revestida com painéis de vidro spandrel verde-oliva, afim de igualar a tonalidade de líquen que cresce em ramos próximos. O vidro na parte da escada, acompanha o chão da floresta até a copa das árvores.

 

Seus painéis fazem parte de um sistema de revestimento rainscreen (Parede Cortina), onde a pele de vidro poroso tem a finalidade de camuflar a casa e refletir a mata circundante. O local foi projetado de modo que não prejudique o local arborizado, por isso cada três dos pequenos andares possui apenas um pequeno quarto e um banheiro, cada qual com uma pequena suíte particular.

 

Na área de cima, estão os espaços de convivência, chegando ao topo das árvores da floresta circundante, proporcionando vista do lago e montanhas da região. Outro ponto do local em que é possível ter uma vista do entorno é o terraço, que está acima do topo das árvores, proporcionando uma vista à paisagem mais distante.

 

Devido ao fato de a casa ser usada na maioria das vezes na época do verão, a intenção do projeto foi realizar um local sustentável e usar de modo adequado as fontes de energia, com custos operacionais e manutenção mínimos para uma casa ocupada em período parcial. Os quartos que são voltados para o norte aproveitam a luz e as vistas com vidro do chão ao teto.

 

Para melhorar a economia de energia para aquecimento e resfriamento nessa casa, a estratégia foi dividida em duas partes, para diminuir o impacto ao ambiente no inverno, e evitar o uso de ar condicionado no verão.

 

Enquanto a casa é aquecida do modo comum, unindo os locais úmidos da moradia, em uma base separada, grande parte da casa fica sem uso no inverno. Quando não é usada, apenas 65 m² de um local de 236 m2 são aquecidos.

 

Quando o edifício é fechado apenas para a base isolada, há uma redução de 49% no uso de energia. No verão a casa fica agradável, mesmo sem o uso de ar condicionado. O ar fresco é aspirado para dentro e através da casa usando o efeito de pilha. O vidro da escada voltado para o lado sul cria uma chaminé solar e, à medida que o ar aquecido sobe, ele é exaurido pela parte superior, aspirando ar fresco através da casa pelo lado.

Please reload

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ECG..png
ECG..png

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Sem título-2.png

PUBLICIDADE

BOLT INOX..png
BOLT INOX..png

PUBLICIDADE

carreta do vidraceiro - jornal do vidro.

PUBLICIDADE

NETOCOLOR.jpg

PUBLICIDADE

max fer.png

PUBLICIDADE

union.png
INOX PAR.png

1/4

Você também pode gostar de ler sobre:

Você conhece o Vidro Low-e?

13/01/2020

Ascevi intermédia palestra na I Semana das Engenharias em Palhoça SC para 60 estudantes de Arquitetu...

12/09/2017

Empresas italianas mostram novidades da indústria vidreira durante a Glass South America

08/06/2016

Saiba por que você não pode perder a GLASS SOUTH AMERICA

03/06/2016

USP São Carlos desenvolve vidro que muda de cor e pode camuflar objetos

01/06/2016

Níveis de blindagem automotiva

25/05/2016

Governo sinaliza irregularidade em exportações de vidros automotivos

13/05/2016

Vidro Serigrafado: Instrumento elementar ou primordial?

11/05/2016

1/1
Please reload