© 2019 Todos os Direitos reservados ao Jornal do Vidro. Produzido por Agência GUIAX

1/2

PUBLICIDADE

Quer saber como surgiu o parafuso Phillips?

Você sabia que a ideia do parafuso Phillips não foi do próprio Henry F. Phillips?

 

Ao contrário do que seria óbvio, Henry F. Phillips não teve a ideia inicial do parafuso de rosqueamento central que conhecemos hoje como parafuso “Phillips” ou simplesmente cruzeta. Phillips era um engenheiro e empresário americano nascido em Portland, estado de Oregon. De caráter ousado, ainda na universidade, na década de 1910, o engenheiro começou a desenvolver pesquisas em busca de algo que pudesse melhorar e agilizar os processos industriais da época. 

 

A invenção de Thompson

 

Somente em 1934, quando conheceu a invenção de John P. Thompson - um parafuso de soquete em que o torque seria centralizado - é que Phillips esteve diante do que seria o embrião do parafuso que levaria seu nome e o tornaria mundialmente conhecido. Ele tratou de adquirir os direitos dessa novidade imediatamente e daí para frente começou a desenvolver e melhorar o tal parafuso.  

 Objetivos audaciosos 

 

Com o esse parafuso cruzeta, em 1935, Phillips fundou a “Phillips Screw Company”, e passou a oferecer a novidade às principais empresas que comercializavam parafusos nos Estado Unidos. Mas, seu objetivo principal era fazer com que as fabricantes de automóvel adotassem seu parafuso. E ele conseguiu! Em 1936, a General Motors viu que poderia agilizar sua linha de produção se passasse a usar o parafuso Phillips. Na época, a General Motors já contava com parafusadeiras automáticas e o parafuso Phillips praticamente não escapava das máquinas quando eram apertados. 

 

A ideia deu certo

 

Em 1937, linhas de produção importantes como as do Cadillac já eram 100% submetidas ao parafuso Phillips. Em 1939, 70% das fabricantes de carros norte Americanos também já o utilizavam. Em 1940, 85% dos fabricantes de parafuso já tinham adquirido licença de fabricação da inovação trazida por Henry F. Phillips.  

 

O legado de Henry F. Phillips

 

Henry F. Phillips morreu em 1958, aos 69 anos. Em 4 de maio 2011, ele foi introduzido no Hall da Fama dos Inventores Nacionais norte-americanos. A “Phillips Screw Company”, fundada por ele em 1934, mantém-se sólida até os dias atuais e conta com uma divisão aero espacial de grande importância, a “Aerospace Phillips”.

 

Fonte de pesquisa:www.phillips-screw.com/news

seção:

Please reload

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ECG..png
ECG..png

PUBLICIDADE

METTALLFLECK..png
METTALLFLECK..png

PUBLICIDADE

Sem título-2.png

PUBLICIDADE

BOLT INOX..png
BOLT INOX..png

PUBLICIDADE

KING..png

PUBLICIDADE

NETOCOLOR.jpg

PUBLICIDADE

ANTALUM..png

PUBLICIDADE

union.png

PUBLICIDADE

INOX PAR.png

PUBLICIDADE

ALIANCA ALUMINIOS[.png

Você também pode gostar de ler sobre:

Ascevi intermédia palestra na I Semana das Engenharias em Palhoça SC para 60 estudantes de Arquitetu...

12/09/2017

Empresas italianas mostram novidades da indústria vidreira durante a Glass South America

08/06/2016

Saiba por que você não pode perder a GLASS SOUTH AMERICA

03/06/2016

USP São Carlos desenvolve vidro que muda de cor e pode camuflar objetos

01/06/2016

Níveis de blindagem automotiva

25/05/2016

Governo sinaliza irregularidade em exportações de vidros automotivos

13/05/2016

Vidro Serigrafado: Instrumento elementar ou primordial?

11/05/2016

Você conhece o Vidro Low-e?

12/02/2016

1/1
Please reload