top of page

PUBLICIDADE

ProAcústica atualiza Norma de Desempenho


Imagem: Departamento de arte Jornal do Vidro


Pautas frequentes no segmento alumínio-vidreiro, as normas de órgãos regulamentadores como ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), são pontos fundamentais em sua vidraçaria e serralheria, certo? Como já debatido em lives, palestras e outros eventos do setor, além da segurança, a credibilidade da sua empresa, menos chance de acidentes, e caso aconteçam, os processos jurídicos podem ser evitados, e vendas com mais lucros são argumentos de profissionais do mercado.


Levando isso em conta, a ProAcústica lança a 4ª edição do Manual ProAcústica sobre a Norma de Desempenho. A publicação traz a atualização de acústica da norma ABNT NBR 15575 Edificações Habitacionais – Desempenho partes 1-3-4-5-6 e consolida em um único manual as edições anteriores de 2017: Norma de Desempenho e Classe de Ruído.


Voltada para profissionais que atuam em diferentes campos da acústica em edificações, o Manual ProAcústica sobre a Norma de Desempenho apresenta, entre outros aspectos, pontos da norma ABNT NBR 15575 para instalações, equipamentos prediais, sistemas hidrossanitários, pisos, vedações e coberturas das edificações. Além de outras questões relacionadas a acústica nos projetos.

O objetivo da análise dos temas é a atualização e melhoria constante. A última foi publicada de forma consolidada em 29/09/21 pelo Comitê Brasileiro da Construção Civil – CB-002 da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. A proposta foi baseada em um documento inicial elaborado por um grupo de especialistas em acústica que contou com a participação da ProAcústica no âmbito GT Norma de Desempenho, por representantes das Universidades Federal de Santa Maria e Vale do Rio dos Sinos (Unisinos); pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT); e pela Sociedade Brasileira de Acústica (Sobrac).



Entre as principais mudanças estão: classe de ruído, novos requisitos de desempenho, atualização da redação, valores de referência e métodos para estimativa de isolamento acústico.

A nova versão orienta que, ainda nas fases iniciais do projeto, haja a participação de especialistas em acústica, além de verificar junto aos órgãos públicos a previsão de implantação de alterações nos sistemas de infraestrutura urbana do entorno, por fim, solicitar aprovação com antecedência ao especialista, no caso de alterações no projeto do sistema construtivo das fachadas.


A organização de elementos visuais e gráficos, como imagens, ou tabelas, por exemplo, está mais clara e objetiva. O documento também traz textos curtos e diretos, aliados às imagens, para melhor compreensão dos profissionais.


Consultando o material no dia a dia, as ilustrações também mostram o jeito certo para atender os requisitos necessários. Entre as 48 páginas, há um quiz, no qual o objetivo é tirar dúvidas sobre mitos ou verdades, relacionados à acústica.


Tags:

Commentaires


Você também pode gostar de ler sobre:

bottom of page