top of page

PUBLICIDADE

Contemporâneo e antigo? Vidro está presente nesse projeto!


Imagem: Blog sca


Localizado em Manhattan, Nova York, o Hearst Tower foi construído em 1928 e, quase 80 anos depois, o arquiteto Norman Foster dá vida ao local. A ideia inicial foi do arquiteto Joseph Urban e o edifício possui o nome do magnata fundador da empresa, da Hearst Corporation.


O antigo projeto de estilo Art Deco agora une o antigo ao novo, sendo reconhecido como um lugar sustentável. Faz uso do pedestal do local, formando um diálogo entre o novo e o velho.


O planejamento previa a demolição do miolo do edifício, mantendo apenas as fachadas externas, que passou a servir de vedação para o lobby do prédio. O antigo foi ligado ao novo por painéis de vidro de baixa emissividade, afim de possibilitar a entrada de luz natural, gerando uma leveza visual ao projeto.



Sua estrutura é composta por um sistema denominado diagrid, palavra derivada da língua inglesa de grande diagonal. Aproximadamente 20% a menos de aço do que uma armação estrutural convencional, sendo resistente e eficiente a pressão, fazendo com que toda estrutura economizasse 2000 toneladas do material.


As peças diagonais não têm apenas função decorativa e vedação, são elas os elementos do sistema estrutural. Os cantos reluzentes de formas diagonais foram cortados semelhantes a um diamante, enfatizando as proporções verticais e criando uma plástica diferente.


O projeto consome 25% a menos de energia, além de consumir 80% do que foi demolido e utilizar 90% de aços com materiais reciclados.


O prédio tem 46 andares e 182 m de altura.

Comentarios


Você também pode gostar de ler sobre:

bottom of page