© 2019 Todos os Direitos reservados ao Jornal do Vidro. Produzido por Agência GUIAX

1/2

PUBLICIDADE

Você sabe o que é e por que acontece o empenamento do vidro laminado?

 

                                                                                    Imagem: Jornal do vidro

 

O empenamento do vidro laminado é quando, na união de peças, ocorre um desalinhamento e as mesmas não ficam perfeitamente alinhadas paralelamente. Apesar de não ser considerado uma falha porque sempre vai ocorrer algum deslocamento, ainda há um limite tolerável de deslocamento.

                                                                                    Imagem: Jornal do vidro

 

O processo de fabricação de um vidro laminado consiste em duas ou mais chapas que são intercaladas por películas de materiais como o PVB e nessa união é comum ocorrer um desalinhamento entre as placas, não as deixando perfeitamente paralelas. Em muitas o casos

o empenamento chega a ser imperceptível ou pode ser disfarçado ao inverter o lado do vidro.

 

                                                                                    Imagem: Jornal do vidro

 

Existe até mesmo uma especificação dentro das normas de vidro temperado que define uma tolerância máxima para casos de empenamento, visto que durante o próprio processo de têmpera não é possível obter um produto tão plano quanto o vidro comum. Entretanto, na ABNT NBR 14.697 -  até pouco tempo atrás não havia uma tabela de tolerância para empenamento de vidro como referência, fato que mudou nos dias de hoje.

                                                                                                                      Imagem: allaboutthatglass

 

O vidro laminado é conhecido principalmente por ser um vidro de segurança, já que em caso de quebra os cacos ficam retidos na película intermediária, a qual pode ser feita tanto de resina, como de EVA ou PVB. Para aumentar ainda mais a resistência, o vidro laminado pode ser produzido com chapas de vidro temperado, vidro que é cinco vezes mais resistente a impactos pelo próprio processo de têmpera, mas para isso é preciso garantir o menor deslocamento possível entre as placas.

seção:

Please reload

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ECG..png
ECG..png

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Sem título-2.png

PUBLICIDADE

BOLT INOX..png
BOLT INOX..png

PUBLICIDADE

carreta do vidraceiro - jornal do vidro.

PUBLICIDADE

NETOCOLOR.jpg

PUBLICIDADE

max fer.png

PUBLICIDADE

union.png
INOX PAR.png

1/4

Você também pode gostar de ler sobre:

Você conhece o Vidro Low-e?

13/01/2020

Ascevi intermédia palestra na I Semana das Engenharias em Palhoça SC para 60 estudantes de Arquitetu...

12/09/2017

Empresas italianas mostram novidades da indústria vidreira durante a Glass South America

08/06/2016

Saiba por que você não pode perder a GLASS SOUTH AMERICA

03/06/2016

USP São Carlos desenvolve vidro que muda de cor e pode camuflar objetos

01/06/2016

Níveis de blindagem automotiva

25/05/2016

Governo sinaliza irregularidade em exportações de vidros automotivos

13/05/2016

Vidro Serigrafado: Instrumento elementar ou primordial?

11/05/2016

1/1
Please reload