© 2019 Todos os Direitos reservados ao Jornal do Vidro. Produzido por Agência GUIAX

1/2

PUBLICIDADE

Saiba como ajudar o seu cliente a escolher a esquadria correta

                                                                                       Imagem: Departamento de Arte Jornal do Vidro

 

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, a esquadria, apesar de ser pequena em relação a todo o resto da obra, é uma das peças fundamentais, porque a sua escolha correta é fundamental para o conforto térmico e acústico do ambiente. Para isso, é muito importante analisar bem todas as opções de esquadria possíveis. Preparamos algumas dicas para você, profissional alumínio-vidreiro, ajudar o seu cliente na hora da escolha correta, confira a baixo:

 

Tipos diferentes de esquadrias:

 

Existem diversos tipos de esquadrias feitas com materiais diferentes, além dos modelos mais comuns que existem no mercado. Conheça os principais tipos de esquadrias, seus benefícios e características:

 

Corrediça: esse modelo é o mais comum, ele pode ser usado tanto em janelas quanto em portas. No seu funcionamento, as folhas de vidro correm lateralmente sobre os trilhos, permitindo a circulação do vão. Existe também o modelo aonde uma parte é fixa e a outra é móvel, assim com o modelo onde as duas partes são fixas e/ou móveis.

 

Pivotante: o modelo Pivotante é o mais clássico e tradicional dentre todos. Esse tipo de esquadria possui uma dobradiça que permite que a porta ou janela se abra movimentando sobre um ou mais eixos, sendo possível abrir para dentro ou para fora.

 

Basculante: o modelo de báscula permite a abertura do vão utilizando sistemas de dobradiças e pivôs laterais, projetando parte da janela para fora e parte para dentro, podendo ser utilizada também em portões.

 

Maxim-Ar: esse modelo é semelhante a basculante, porém a sua abertura é maior e pode chegar até 90º, permitindo uma grande passagem de ar. A projeção da sua folha é para o lado de fora.

 

Camarão: essa esquadria permite que várias folhas se dobrem, correndo sobre trilhos e é conhecido também como sanfona. As folhas são totalmente recolhidas e tem uma abertura próxima de 100% do vão.

 

Diferentes opções de materiais:

 

Vale ressaltar ao seu cliente que todos esses modelos podem ser de diferentes materiais, como alumínio, vidro, madeira, ferro e PVC, aonde cada um desses materiais possuem características específicas. Aqui no Jornal do Vidro você encontra uma matéria específica sobre cada um deles clicando aqui.

seção:

Please reload

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ECG..png
ECG..png

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Sem título-2.png

PUBLICIDADE

BOLT INOX..png
BOLT INOX..png

PUBLICIDADE

carreta do vidraceiro - jornal do vidro.

PUBLICIDADE

NETOCOLOR.jpg

PUBLICIDADE

max fer.png

PUBLICIDADE

union.png
INOX PAR.png

1/4

Você também pode gostar de ler sobre:

Você conhece o Vidro Low-e?

13/01/2020

Ascevi intermédia palestra na I Semana das Engenharias em Palhoça SC para 60 estudantes de Arquitetu...

12/09/2017

Empresas italianas mostram novidades da indústria vidreira durante a Glass South America

08/06/2016

Saiba por que você não pode perder a GLASS SOUTH AMERICA

03/06/2016

USP São Carlos desenvolve vidro que muda de cor e pode camuflar objetos

01/06/2016

Níveis de blindagem automotiva

25/05/2016

Governo sinaliza irregularidade em exportações de vidros automotivos

13/05/2016

Vidro Serigrafado: Instrumento elementar ou primordial?

11/05/2016

1/1
Please reload