© 2019 Todos os Direitos reservados ao Jornal do Vidro. Produzido por Agência GUIAX

1/2

PUBLICIDADE

Alemães desenvolvem folhas de vidro que dobram em ângulos retos

                                                                                                                                     Imagem: newatlas

 

Quando é preciso fazer com que uma janela faça o contorno da esquina de um prédio, são colocados dois painéis de vidro planos unidos por cola de metal ou por um trilho. Entretendo, cientistas alemães desenvolveram recentemente um método de dobrar uma única folha de vidro em um ângulo de 90 graus sem afetar suas propriedades ópticas.

 

Apesar de já ser possível aquecer e dobrar os painéis de vidro até um certo ponto, não é possível formar ângulos retos nítidos. Além do mais, o processo de aquecimento de toda a chapa a ponto de deixa-la maleável pode levar o vidro a sofrer deformações.

 

Para fugir dessas limitações, os pesquisadores do Instituto Fraunhofer de Mecânica dos Materiais, na Alemanha, desenvolveram uma técnica que se inicia com uma placa plana de vidro colocada em um forno pré-aquecido a 500ºC (932 ºF). Após essa etapa o vidro passa pelo “ponto de transição”, onde se torna maleável para que os suportes do forno não produzam deformações.

 

Logo após, um laser é guiado por um espelho para aquecer um pouco mais o vidro, em uma linha reta que desce pelo meio da folha, deixando mais maleável o local onde vai ser a curvatura. Quando os suportes são removidos de um lado do painel, a gravidade faz com que a folha se dobre ao longo da linha mais quente, formando naturalmente um ângulo de 90 graus. Depois de frio, o vidro se torna totalmente rígido novamente.

 

Usando os equipamentos do próprio laboratório, os cientistas conseguiram produzir esse método somente em painéis com no máximo 1 m² e, segundo eles, estão à procura de parceiros industriais para que possam comercializar a tecnologia para o uso em folhas de maiores proporções.

 

O intuito é que o sistema de dobragem do vidro possa finalmente encontrar aplicações não somente na arquitetura ou na construção civil, mas também em campos como a medicina, onde poderia ser usado para produzir superfícies de vidro resistentes à germes.

Please reload

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ECG..png
ECG..png

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Sem título-2.png

PUBLICIDADE

BOLT INOX..png
BOLT INOX..png

PUBLICIDADE

carreta do vidraceiro - jornal do vidro.

PUBLICIDADE

NETOCOLOR.jpg

PUBLICIDADE

max fer.png

PUBLICIDADE

union.png
INOX PAR.png

1/4

Você também pode gostar de ler sobre:

Você conhece o Vidro Low-e?

13/01/2020

Ascevi intermédia palestra na I Semana das Engenharias em Palhoça SC para 60 estudantes de Arquitetu...

12/09/2017

Empresas italianas mostram novidades da indústria vidreira durante a Glass South America

08/06/2016

Saiba por que você não pode perder a GLASS SOUTH AMERICA

03/06/2016

USP São Carlos desenvolve vidro que muda de cor e pode camuflar objetos

01/06/2016

Níveis de blindagem automotiva

25/05/2016

Governo sinaliza irregularidade em exportações de vidros automotivos

13/05/2016

Vidro Serigrafado: Instrumento elementar ou primordial?

11/05/2016

1/1
Please reload