© 2019 Todos os Direitos reservados ao Jornal do Vidro. Produzido por Agência GUIAX

1/2

PUBLICIDADE

Ferragens para vidro apresentam oportunidades de crescimento nos próximos anos

 

 

                                                                                                                                       Imagem: Blindex

 

A mesma importância que se dá ao indicar o tipo de vidro certo para cada ambiente, é necessário dar na escolha da ferragem adequada, pois elas influenciam para o bom funcionamento do produto. Atualmente, existe diversas opções de material no mercado, por isso é necessário conhecer as suas funcionalidades e as normas. Este ano, depois de mais de cinco anos de trabalho da Comissão de Estudo Especial de Ferragens (ABNT/CEE-188), a normatização de ferragens para vidros temperados está sendo finalizada e será publicada em breve. Nesta nova norma, consta o código da ferragem, sua descrição, aplicação, capacidade máxima que deve ser submetida e a ciclagem mínima que precisa suportar.

 

Importantes empresas do segmento do vidro estão apostando nas ferragens, resultando em um fortalecimento do mercado em geral. Glória Cardoso, coordenadora de marketing e vendas da Blindex, conta que não se pode ignorar o fato de que o vidro não trabalha sozinho. “Os acessórios que acompanham o vidro são tão importantes quanto o produto principal, por isso estamos investindo na melhoria contínua, garantindo que o vidro ganhe cada vez mais espaço no mercado de arquitetura e construção, possibilitando inovadoras aplicações”, afirma.

 

Enquanto algumas empresas acabam entrando mais tarde neste setor, outras já nasceram com o DNA em ferragens e permanecem investindo em novas tecnologias. Tomas Catafay, vice-presidente da Dormakaba, uma das três maiores empresas globais no mercado de segurança e soluções de acesso, comenta: “Identificamos que o atual mercado de ferragens brasileiro apresenta diversas inovações e está em constante crescimento. Os sistemas de ferragens para portas, vidros e sistemas deslizantes conseguem integrar e valorizar a arquitetura dos ambientes”.

 

Para existir um equilíbrio entre performance e design, é preciso investir em qualidade, durabilidade e serviço. “Além de contar com alta tecnologia, as ferragens devem ser produzidas com materiais nobres e processos fabris de última geração, reforçando a harmonia entre funcionalidade e design. Outro ponto importante é especificar corretamente o produto, identificando a ferragem ideal para cada tipo de vidro. É importante estar atento à especificação técnica junto aos fabricantes, além de especificadores do mercado da construção civil e vidraceiros.”, complementa Catafay.

 

A tendência do segmento é oferecer cada vez mais soluções integradas para variados tipos de investimento e aplicações. Em relação aos produtos, a aposta fica em fechaduras eletrônicas e barras antipânico.

 

seção:

Please reload

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ECG..png
ECG..png

PUBLICIDADE

METTALLFLECK..png
METTALLFLECK..png

PUBLICIDADE

Sem título-2.png

PUBLICIDADE

BOLT INOX..png
BOLT INOX..png

PUBLICIDADE

KING..png

PUBLICIDADE

NETOCOLOR.jpg

PUBLICIDADE

ANTALUM..png

PUBLICIDADE

union.png

PUBLICIDADE

INOX PAR.png

PUBLICIDADE

ALIANCA ALUMINIOS[.png

Você também pode gostar de ler sobre:

Ascevi intermédia palestra na I Semana das Engenharias em Palhoça SC para 60 estudantes de Arquitetu...

12/09/2017

Empresas italianas mostram novidades da indústria vidreira durante a Glass South America

08/06/2016

Saiba por que você não pode perder a GLASS SOUTH AMERICA

03/06/2016

USP São Carlos desenvolve vidro que muda de cor e pode camuflar objetos

01/06/2016

Níveis de blindagem automotiva

25/05/2016

Governo sinaliza irregularidade em exportações de vidros automotivos

13/05/2016

Vidro Serigrafado: Instrumento elementar ou primordial?

11/05/2016

Você conhece o Vidro Low-e?

12/02/2016

1/1
Please reload