© 2019 Todos os Direitos reservados ao Jornal do Vidro. Produzido por Agência GUIAX

1/2

Laser pode revolucionar a produção das pequenas e médias indústrias vidreiras

16/11/2017

 

Uma moderna tecnologia de corte à laser, criada pela fabricante norte-americana Coherent, pode substituir o corte manual de vidro dentro de pouco tempo. Essa tecnologia já é utilizada por grandes indústrias internacionais na fabricação de display de celulares, e segundo o gerente de marketing de produtos da Coherent na Alemanha, Joris van Nunen, a empresa está estudando formas de aprimorá-la e torná-la acessível às pequenas e médias indústrias vidreiras.

 

O objetivo da fabricante é comercializar uma versão mais barata de suas máquinas de corte à laser já a partir de 2018. Com um processo mais rápido, limpo e preciso, o laser viria revolucionar a forma como o corte de vidro é feito atualmente, com o uso de brocas e furadeiras.

 

Dentro de pouco tempo, você, vidraceiro, poderá programar digitalmente todos os cortes para a máquina executar na chapa de vidro enquanto atende um cliente ou toma um cafezinho.

 

 

Isso é feito através do uso de um laser de pulso ultracurto (USP) em um processo chamado corte de filamentação, que oferece uma combinação inigualável de alta velocidade, flexibilidade operacional e qualidade de corte superior. O corte de filamentação funciona porque os altos poderes de pico de um laser USP produzem auto-foco do feixe devido ao efeito ótico Kerr não-linear. Essa auto-focagem aumenta ainda mais a densidade de potência, até que, em um determinado limite, um plasma de baixa densidade seja criado no vidro. 

 

Este plasma diminui o índice de refração do vidro no centro do percurso do feixe e faz com que o feixe se desfoque. Este efeito de focagem/desfocagem pode ser equilibrado para repetir periodicamente e formar um filamento estável que se estende por vários milímetros de profundidade dentro de um material opticamente transparente.

 

 

Para produzir um corte, esses filamentos gerados a laser são produzidos próximos uns dos outros por um movimento relativo da peça de trabalho em relação ao feixe de laser. As máquinas podem alcançar velocidades de corte de 100 mm/s a ​​2000 mm/s, dependendo da espessura do material e da geometria de corte desejada.

 

Para indústria vidreira, o laser pode significar mais precisão e rapidez nos processos de recorte e furação em têmperas, beneficiadoras de vidro e similares.

Please reload

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ECG..png
ECG..png

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Sem título-2.png

PUBLICIDADE

BOLT INOX..png
BOLT INOX..png

PUBLICIDADE

carreta do vidraceiro - jornal do vidro.

PUBLICIDADE

NETOCOLOR.jpg

PUBLICIDADE

max fer.png

PUBLICIDADE

union.png
INOX PAR.png

Você também pode gostar de ler sobre:

Você conhece o Vidro Low-e?

13/01/2020

Ascevi intermédia palestra na I Semana das Engenharias em Palhoça SC para 60 estudantes de Arquitetu...

12/09/2017

Empresas italianas mostram novidades da indústria vidreira durante a Glass South America

08/06/2016

Saiba por que você não pode perder a GLASS SOUTH AMERICA

03/06/2016

USP São Carlos desenvolve vidro que muda de cor e pode camuflar objetos

01/06/2016

Níveis de blindagem automotiva

25/05/2016

Governo sinaliza irregularidade em exportações de vidros automotivos

13/05/2016

Vidro Serigrafado: Instrumento elementar ou primordial?

11/05/2016

1/1
Please reload